Conecte-se conosco

Tribuna do Acre – Compromisso com a Verdade

Blogs e Colunas

PT sofre efeito “bomba de fragmentação” no Estado

O buraco “panela” fica mais embaixo

De Brasiléia a Rio Branco, os contornos políticos do final de semana até segunda foram bombásticos para o PT. De tanto estrago que provocou em vários setores do partido, pareceu o efeito de uma bomba de fragmentação. Deixou muitos feridos; outros aborrecidos  e  uma chuva de notas de solidariedade. A oposição pega um fôlego temporário e se aproveita para bombardear o salão de festa onde foi realizado a oficializado a pré candidatura de Marcos Alexandre. E, para quem achava que isso era o que tinha de mais bombástico para hoje, o jornalista Assem Neto divulgou uma matéria exclusiva de um  ex assessor de Angelim que atinge em cheio a cúpula do PT no acjornal.com.

É muito cedo para avaliar quem sairá ganhando nesse puxa estica da política que faz uma prévia do que virá na disputa para presidente e governadores. Mas, sabe-se que se o PT grudar na oposição essa operação e ela emplacar, entra água no telhado nos planos de muita gente. É esperar pra ver essa guerra dos grandes.

Operação “buraco”

A Polícia Federal fez uma grande operação pelo Brasil, por conta de desvios de cerca de 700 milhões de obras no DNIT. Um das acusações dão conta de desvio na BR 317 com capa asfáltica de 3cm, sendo a norma DNIT 031, estabelece 5cm. calculando esse diferença em centenas de km dá uma senhora diferença que caiu na malha dos “homens da capa preta”. Na capital acreana foram executados 14 mandados de condução coercitiva e 13 mandados de busca e apreensão.

Chame, chame no centro do furacão

O Prefeito da Capital,  Marcos Alexandre (PT), depois de ser escolhido entre os 4 pré candidatos da PFA ao governo no último sábado,28, foi surpreendido por agentes da PF em sua casa para conduzi-lo (coercitivamente) à sede da autarquia para depor. Por se tratar de processos antigos, merece um questionamento. A Frente Popular sabia de alguma maneira que estava próximo este desdobramento e antecipou sua decisão para caracterizar perseguição política? Ou o governo Central na caça às bruxas, impulsionado pelos seus aliados resolveu por meio do Ministério da Justiça, por em prática  a Operação policial para melar a festa dos petistas? Com Aécio e Temer se tornando impunes e fazendo o que querem no Brasil, tudo é possível pensar de manobras para seus adversários.

Frases de solidariedade do dia e críticas

À nossa comunidade e a todas as famílias acreanas, quero expressar minha integral solidariedade a Marcus Alexandre, Gicélia, Ocírodo Júnior, Fernando Moutinho, Edson Alexandre e Joselito Nóbrega. Conheço-os há muitos anos e deles tão somente confirmo vidas honradas, simples e de muita dignidade, tanto pessoal quanto na função pública. (Tião Viana/PT)

 Oposição se manifesta

Observo nas redes sociais inúmeras notas de solidariedade de partidos e políticos ligados umbilicalmente ao PT, mas não observei nenhuma nota de solidariedade ao povo acreano por causa dos recursos desviados que beneficiariam toda a população. (Vereador Roberto Duarte/ PMDB)

O confronto dos lados opostos

Enquanto os vermelhos tentam juntar os cacos de vidros, algumas divulgaram  nas redes a frases: #deixe o homem trabalhar. No trocadilho, viralizou também a frase: #deixa a PF trabalhar. Até a Sessão na Câmara e na Assembleia Legislativa acontecer, a confusão tá nas redes e vai incendiar ainda mais. É o arranjo pré-eleitoral antecipado.

Carta do Acre

Sem a presença de Michel Temer (PMDB), que também era espera com um “Fora Temer”,  aconteceu na última sexta, 27, o Encontro de Governadores do Brasil pela Segurança e Controle das Fronteiras, que culminou com a Carta do Acre. Houve um consenso, embora não se saiba de sua verdadeira aplicabilidade, da  necessidade de unir esforços entre a União e os Estados da Federação em ações planejadas, estruturadas, e integradas entre forças de segurança e as agências de inteligência de todos os níveis.

BRASILÉIA EM FOCO

Açúcar X Mel

A disputa entre José Maria “Açúcar” e Leila Ferreira (conhecida carinhosamente como a menina do mel), foi o assunto mais discutido nas redes sociais com a vitória do açúcar.

Chegou atrasada

Leila Ferreira chegou no front de guerra atrasada e sem o apoio da Luiza que era a atual presidenta, ficou difícil. Nem com toda ajuda que teve salvou sua investida.

Entre o mel e o açúcar…

A disputa da presidência da Associação dos Moradores e Produtores da Reserva Chico Mendes de Brasiléia e Epitaciolândia – AMOPREB, entre “açúcar e mel” beneficiou “Caldas (vice-presidente).” Uma calda bem doce por sinal (mel + açúcar).

Faltou espaço

Luiza Carlota da Silva Caldas que já tinha dois mandatos não teve espaço na chapa da Leila e se alinhou com a oposição. Foi um revés para a situação que perdeu inicialmente 40% de força. O restante dos 60% ficou por conta do esforço do Portela e Alcione da parte de Epitaciolândia. Por parte de Brasiléia, Joaquim Lira (DEM), Vereador Francisco Valadares (PMDB), Charbel Reis (PP) e Reinaldo Gadelha (PMDB).

Reserva virou um formigueiro

Segundo informações de moradores da reserva até Gladson Cameli visitou a Reserva. Nos preparativos para 2018, fizeram de tudo para conquistar um bastião do PT muito importante para oposição. Tudo leva a crer que essa romaria cessa e só volta nas vésperas das eleições.

Só uma batalha

No meio da situação circulam conversas de bocas miúdas que a oposição ganhou uma batalha, mas não a guerra. Nas próximas eleições todo quadro pode mudar. Inclusive a “posição” dos integrantes da AMOPREB.

Seis por meia dúzia

O que muda com a eleição do jovem batalhador José Maria “Açúcar”? Nada! Uma continuidade do  comando de Luiza que já comandava a reserva com sua influência em dois mandatos consecutivos de 4 anos cada.

Rosana é um calcanhar de Aquiles

Rosana Nascimento (PPS) em outros tempos teria sido combativa para impedir uma investida da oposição dentro de uma reserva dos “companheiros”. Mas, desde que brigou com o atual governo, vem relutando para sobreviver em lado oposto. Uma pré candidata a deputada federal importante no tabuleiro de 2018.

Leão desfere “fogo amigo”

Sem querer ou como propósito não claro, Emerson Leão (DEM) soltou um áudio no grupo Política, Esporte e Religião que desagradou bastante seu colega de articulação política local. O conteúdo falava de 2000 votos que o Manoel Prete (PSDB) colocaria na cabeça da Fernanda que não concretizou e ficou uma ferida aberta não sarada até hoje.É provável que o teclado traiu Leão. Pegou o seu carão e tudo ficou resolvido…

Se cuide!

O atuante Francisco Lima, gerente de obras da prefeitura de Brasiléia no sábado (28), com voz e discurso confuso, talvez dada a circunstância, chamou o vereador Valadares de deputado, até corrigir que era vereador. Parabenizou o Dr. Valadares (PMDB) pela vitória do “açúcar” na Amopreb (responsável pela articulação principal), mas terminou em tom forte: “…parabéns doutor Valadares, mas se cuide! se cuide!” A oposição ficou arara e o próprio vereador prometeu ir cedo, nesta segunda esperar Lima para uma conversa de esclarecimentos..

Maquiagem?

A oposição acusa Fernanda Hassem (PT) de promover maquiagem na cidade e deixando a  “periferia abandonada.” Talvez já esqueceram que no passado o centro e a  periferia eram esquecidos.

Maquiagem clássica Brasiléia conheceu no passado que parecia uma cidade cinematográfica de filme de terror (abandono, escuridão, sem cor, sem vida cultural, sem esperança).

A estratégia escolhida é assertiva. Se recebe os convidados para uma festa pela porta da frente. Ou seja, arruma-se primeira a sala da casa e depois as outras dependências onde os turista tem em segundo plano visitar.

O cartão de visita da cidade é sua parte central e gradualmente trabalha-se a periferia, desde que tenha dinheiro nos cofres para fazer simultaneamente. Ao contrário, o antecessor fazia calçadas sem rua ou deixava desaparecer as ruas sem calçadas.

Continue lendo...
Clique para comentar

Deixe aqui o seu comentário:

Veja mais em: Blogs e Colunas

MAIS LIDAS

Voltar