Conecte-se conosco

Tribuna do Acre – Compromisso com a Verdade

Blogs e Colunas

Tião Viana culpa “conteúdo da TV Globo” por aumento do narcotráfico

Em assinatura do Programa “Quero Ler” no Resort Hotel Confort , nesta segunda, 28, Tião Viana (PT) acusou a programação da TV Globo de ser responsável pelo aumento do Narcotráfico no Brasil.

Fazendo referência aos alunos que tem baixa auto-estima, sem expectativa ou projeto futuro, Viana mostrou-se preocupado com os jovens que se associam com o crime organizado atraídos pela promessa de vida fácil.

Em sua fala, reiterou ainda que é preciso discutir como resolver o problema do Narcotráfico no Brasil que é um problema mundial. “Na última conversa que tive com o presidente (Temer),  deixei claro que a corrupção vai ter seu limite; a crise econômica também,  mas o aumento da criminalidade das drogas vai aumentar. ” E quanto a isso, ninguém pode negar que na maioria das escolas exista uma influência direta e indireta das facções que aliciam jovens até por R$ 1000,00 semanais,” finaliza.

/Foto: Reprodução

/Foto: Reprodução

Não há comprovação dos efeitos de uma novela sobre o comportamento das pessoas quanto a sua índole preexistente.  Em todo caso, acredita-se que o governador se refira a novela “Força do Querer”, que além de outras tramas, destaca um casal ligado ao tráfico. No caso específico de Rubinho e Bibi – um clássico amor bandido – trata-se de uma narrativa real. Ou seja, a novela se assume como espelho da sociedade em seus diferentes nichos, seja da favela ao “barranco” do Rio. E vai mostrar as consequências drásticas a quem opta pela vida no crime por ambição de riqueza e a ostentação que proporciona a curto prazo. Será que nossos jovens e adultos estão admirando traficantes e hostilizando a profissão policial? Seja qual for a resposta, o tráfico já levou mais de 100 para o além só no Rio de Janeiro. 

Apesar dessa Global dramaturgia ser bastante combatida por muitos que vêem apologia ao crime, não foi a única deste gênero. E nem o único canal aberto a fazer novelas com tramas do crime nas favelas.

Embora, pareça um discurso que tenha uma boa aceitação numa sociedade aterrorizada pelo crime, esconde a verdadeira razão do distúrbio: o Estado brasileiro que errou em suas políticas públicas de investir na educação,  na segurança das fronteiras e na aplicação real dos recursos que foram desviados a décadas pela corrupção.

Agora imaginemos se a hipótese pode ser aplicada de maneira bem simples: se as emissoras brasileiras reproduzisse apenas novelas passionais do México, não teríamos o crime organizado perigoso de hoje? Estaríamos todos falando em espanhol?

Em linhas  gerais, Tião Viana tenta encontrar um culpado ou maneira de achar uma resposta para um problema tão agudo jamais visto na história do Acre. Pode até ser que em casos isolados ele tenha razão sobre algumas influências que a televisão sempre exerceu na sociedade,  mas talvez este debate se torne raso diante de tantos outros que afetam diretamente a criminalidade como o caso da ineficácia da justiça.

Continue lendo...
Clique para comentar

Deixe aqui o seu comentário:

Veja mais em: Blogs e Colunas

MAIS LIDAS

Voltar